Retratos de Paula Febbe (inspirado por orelhas!)

Retratos de Paula Febbe na Casa Ranzini. São Paulo, fevereiro de 2011. Fotos de Roger H. Sassaki. (Roger Hama Sassaki/Roger H. Sassaki)

Retratos de Paula Febbe na Casa Ranzini. São Paulo, fevereiro de 2011. Fotos de Roger H. Sassaki.

“Sou escritora!”
“é mesmo?” – respondi rapidamente para manter o fio da conversa, fadada a me constranger pela falta de opinião que tenho do assunto. Devo ter continuado com algo do tipo “.. e esse tempo, hein? Que loucura!”. Mas para evitar futuros vexames, me comprometi a numa próxima vez que o assunto surgisse, tecer grandes comentários. E não é que depois de alguns meses ela apareceu com o boneco do seu primeiro livro. “Chama-se Relato Inspirado por Orelhas” disse. “Errrrr.. ãh, é mesmo?”

É que conheci a Paula Febbe no meio do universo musical, nos shows que fotografei pelo Bourbon St., casa de shows em SP. Ela é a responsável pela imprensa (eu!), corre pra lá e pra cá com radios, pastas e afins botando ordem na massa de câmeras e jornalistas.

Mas eventualmente, sentamos para conversar sobre a vida e projetos futuros. Até coisas mais pessoais também, uma ou outra, até o dia que ela me trouxe uma cópia final do seu livro, misterioso e bem acabado, que prometi ler em minha viagem pra europa. Mas curioso que sou, fui dar uma espiada um dia antes. E olha só o que aconteceu, comecei a ler as primeiras páginas e encontrei algumas coisas que havíamos conversado a respeito. Será autobiográfico? Quando vi, estava devorando as folhas com a curiosidade e pressa de quem tem poucos minutos para ler o diário furtado. Não que eu já tenha feito isso! 😉

Só que do começo tranquilo, se desdobram acontecimentos cabeludos que só aumentaram minha confusão sobre quem é essa pessoa do livro. Até o dia em que a reencontrei, após a minha volta de viagem. Guardei uma certa distância. Mas ela me tranquilizou dizendo “Sabe que grande parte do livro é inventada, né?”, para qual minha grande resposta foi “ah.. é mesmo? … claro! claro que é!”.

Assim espero.

O livro já está à venda pelo site da Livraria Cultura. Mas haverá um lançamento oficial. Anote e vá:
Data e horário: 26 de março de 2011 às 19hs
Local:
Livraria Cultura do Market Place Shopping Center
Av. Dr. Chucri Zaidan, 902
São Paulo – SP, Tel: (11) 3474-4033

Sobre os Retratos

Retratos de Paula Febbe na Casa Ranzini. São Paulo, 6 de fevereiro de 2011. Fotos de Roger H. Sassaki. (Roger Hama Sassaki/Roger H. Sassaki)

Sim! Ela é uma boa pessoa.
Retratos de Paula Febbe na Casa Ranzini. São Paulo, fevereiro de 2011. Fotos de Roger H. Sassaki.

Depois de algumas semanas, a Paula me procurou para eu fazer os retratos dela para divulgação do livro. A primeira idéia que me passou, que ainda bem guardei para mim, foi fazer retratos inspirados por orelhas! Acho que não daria muito certo. A não ser que exista alguma fixação por orelhas assim como a por pés. Existe uma palavra para isso? (da série: grandes questões para a humanidade)

A sessão foi feita numa tarde, em poucas horas, no lugar onde tenho meu escritório. O casarão de 1924 agora se chama Casa Ranzini em homenagem ao arquiteto que a construiu e usou como residência, Felisberto Ranzini. A casa possui grandes janelas que permitiram que a sessão fosse toda feita com luz natural.

Andamos pela casa e seus diversos cômodos, brincando com as paredes, os móveis e até o teto! Não é preciso dizer que a Paula se sai muito bem nos retratos. Responsabilidade pro fotógrafo. Se ficou ruim, culpa minha.

Aqui tem apenas algumas fotos da sessão. Mas espero que você veja várias delas por aí.

Usei uma Nikon D3 com objetiva 85mm f/1.4 para a maioria das imagens. A imagem PB a seguir foi feita com tripé e uma objetiva 55mm f/3.5micro manual. Tremeu devido a baixisssíma velocidade (1/8 seg) mas gosto do efeito.

Retratos de Paula Febbe na Casa Ranzini. São Paulo, 6 de fevereiro de 2011. Fotos de Roger H. Sassaki. (Roger Hama Sassaki/Roger H. Sassaki)

Retratos de Paula Febbe na Casa Ranzini. São Paulo, fevereiro de 2011. Fotos de Roger H. Sassaki.

Posted on under Retratos tagged

Deixe uma resposta