9º Bourbon Street Fest – 2011



9 Bourbon Street Fest – 2011 – Images by Roger Sassaki

Mais um Bourbon Street Fest acontecendo e eu ainda nem consegui fazer o upload completo do evento do ano passado! Mas tudo bem, o importante é não deixar de fotografar. Vou tentar não deixar acumular e ir postando as fotos no meu banco de imagens ao longo dos próximos dias.

O mais interessante de fotografar esses festivais é realmente ter a boa surpresa de conhecer artistas novos da melhor forma possível, no palco! Realmente, é o que aconteceu logo nas primeiras apresentações, a jovem Amanda Shaw já tem música e presença de palco pra nenhum popstar botar defeito. E apesar de já ter uma longa carreira, eu só conheci agora o John Mooney! Ele traz o velho estilo Robert Johnson à guitarra elétrica. Muito bom!

E aos que se interessam, eu continuo com um set bem enxuto de equipamento para cobrir estes evento: a Nikon D3, uma objetiva 35mm 2.0 e uma 80-200mm 2.8. É provável que eu também inclua a minha 85mm 1.4 mas tô com preguiça de carregar peso! Eu também já estou me dando bem, quase sem problemas, com o envio instantâneo de fotos para a agência de notícia. Wi-fi, celular, 3g e pronto, sem ter que levar o notebook! Minhas costas agradecem. Olha aqui algumas fotos que estavam já online segundos após eu fazê-las: http://bit.ly/qGhgq0

E aí alguns perguntam: Mas como você faz para arrumar as fotos antes de mandar?
Então, não arrumo. Até dá, mas complica. Solução: Não erre. Ou pelo menos tente acerte algumas.

Aliás, vale essa dica: Tente sempre acertar o melhor possível a foto na hora de tirá-la. É uma abordagem que vai lhe fazer melhor tecnicamente e também vai lhe poupar frustrações e tempo perdido na pós-produção.

Dia 1 – 29/07/2011 – @ Bourbon Street

Como eu comentei, grande supresa conhecer o som da Amanda Shaw! Só que acompanhando o som energético, também tem ela energética pulando sem parar pelo palco escuro do Bourbon St.. Ou seja, sofrimento para o autofocus e para a fotometria. Mas consegui algumas imagens interessantes.

Dia 2 – 30/07/2011 – @ Parque do Ibirapuera

Dia de show aberto ao público. Muita gente para assistir as muitas horas seguidas de música, mesmo sob um tempo instável de fina chuva. A Orleans Street Jazz Band abriu o evento andando pelo parque tocando dixie para “chamar”as pessoas para a área do palco. O primeiro a se apresentar foi o John Mooney e seu Blues de raíz. Amanda Shaw repetiu o feito de agira a platéia, agora ainda maior e sob chuva! Fechando a noite, as cantoras do New Orleans Ladies of Soul. A Nikon D3 aguentou bem a chuva (ainda bem!).

Dia 3 – 02/08/2011 – @ Bourbon St. Music Club

O terceiro dia do Fest em SP começou com uma visita do Delfeayo Marsalis ao Instituto Baccarelli em Heliópolis. Acompanhado de sua banda, eles assitiram a peças musicais preparadas pelos alunos e depois se apresentaram para eles. Delfeayo conversou com os alunos fazendo perguntas sobre características musicais brasileiras e americanas. Fez também penas Jams com alguns dos alunos! Muito legal. Eu pessoalmente não conhecia o instituto e fiquei bem impressionado com a infra-estrutura do local. Parabéns!

Depois o Marsalis se apresentou no Bourbon com seu Jazz elegante e de improvisos. Eu adoro assistir shows de jazz mainstream que seguem a tradição dos grandes mestres. 🙂

Mais um show da Amanda Shaw! Desta vez com uma surpresa: um parabéns a você com direito a bolo por conta do aniversário de 21 anos dela.

Dia 4 – 03/08/2011 – @ Bourbon St. Music Club

O quarto dia do Bourbon Street Fest começou com a ótima Cynthia Girtley. Cantora de Gospel, ela também toca piano e faz um ótimo repertório de canções. É sempre difícil fotografar pianista, na minha opinião. A não ser que você consiga subir no palco, não tem muito o que variar. De qualquer forma, tentei pegar alguns bons momentos.

O John Mooney também se apresentou pela segunda vez (primeira na casa) neste festival. É pra quem gosta de blues e guitarras distorcidas. Depois conversando o Patrick, seu manager, descobri que esta guitarra da foto foi feita pelo próprio Mooney! E que existem planos futuros dos dois de fazer algumas guitarras especiais em baixa produção. Então, fãs de slide guitar fiquem atentos!

Dia 5 – 04/08/2011 – @ Bourbon St. Music Club

Mais uma apresentação do Delfeayo Marsalis. Como já disse é ótimo. Não perdi a oportunidade de fotografar mais um pouco e prestar mais atenção ao show. É, tem vezes que nem dá pra prestar atenção na banda.

A New Orleans Ladies of Soul entrou logo a seguir e fez seu set de músicas dançantes, incluíndo uma homenagem a Amy Whinehouse. Quem gosta de dançar e sabe (eu não sei) ou não tem vergonha de dançar mal (eu tenho) deve correr pra pista!

Dia 6 – 05/08/2011 – @ Bourbon St. Music Club

Sexto dia de festival e admito que não me ajoelho e levanto mais com tanta agilidade. Mas o trabalho continua. John Mooney se apresentou novamente antes de ir fazer mais um show no palco do Bourbon Street Fest em Brasília. A surpresa da noite para mim foi a Dirty Dozen Brass Band! Esses caras são como se fosse um Tower of Power de New Orleans. Mas com seus próprios méritos, já que existem a cerca de 35 anos. Esse cara da tuba é fantástico e toca umas levadas que são difíceis até para um baixo. Aliás descobri que o nome correto desta tuba é Sousaphone. Confesso que quando vi no release de imprensa o nome do instrumento, achei que esse cara da tuba, Mike Foster, tinha inventado alguma engenhoca e dado seu nome. Mas, ele não se chama Souza e a história real (segundo a realidade da Wikipedia) é que um tal de John Philip Sousa inventou o dito pelos idos de 1890.

Dia 7 – 06/08/2011 – @ Bourbon St. Music Club

Zydeco com o Nathan Williams & the Zydeco Cha Chas! Esse é o estilo musical dançante de New Orleans. E dançante ele é, mas como disse anteriormente: eu não danço.:) But If I could, I would!

Ótima performance também das New Orleans Ladies of Soul com Yadonna West, Angela Marie Bell, Elaine Foster e Tereasa Betts.

Dia 8 – 07/08/2011 – @ Show aberto na Rua dos Chanés, Bourbon St. Music Club

Último dia do Bourbon Street Fest! Esse é um dos dias mais gostosos. É um misto de trabalho duro, para nada dar errado na reta final, mas também um sentimento progressivo de alívio ao perceber que está tudo se encaminhando para um final feliz. Sem contar é claro o ótimo brunch com os amigos e colegas. Também é um dia pra conversar com os músicos e se dar ao luxo de farrear um pouco. Mas: Don’t drink and photograph! 😉

O dia estava excelente, para vingar o sábado garoento no Parque do Ibirapuera. Todos felizes!

Recebi muitos convites dos músicos de ir fotografar em New Orleans. Será que é minha próxima parada? Quem tá dentro?

Posted on under Concertos / Destaque

7 comments

  1. Roger, assim como você, sou APAIXONADO por fotografia de shows. Nenhum outro tipo de fotografia me faz ter esse “tesão”. rs Sem dúvida, você se tornou meu ídolo! Suas fotos são fantásticas! E adoro ler seus comentários e dicas. Todo esse conjunto é uma enorme foto de inspiração e motivação pra um dia, quem sabe, eu chegar pewrto do seu nível.
    Abração!
    Gilson Oliveira

    PS: deste álbum as fotos que eu mais curti foram a 8 e a 32.

    • Obrigado novamente Gilson! Fico feliz que gosta das dicas, vou tentar melhora-las. 🙂
      Que bom que se inspira nas imagens! Estamos todos tentando melhorar nessa coisa de fazer fotos, né? Qual a outra opção?
      Grande abraço!
      Roger

  2. Querido Roger,
    Poder estar ao seu lado nos eventos do Bourbon é um presente !!!
    não conhecia vc por aqui !! Demais alías vc é um SHOW !!!!!! bj grande de mais uma fã !!!

    • Oi Dani!
      Obrigado pelos elogios! Temos que nos cruzar mais por esses ” fossos” por aí. 🙂
      Dá uma olhada pelo site, tem mais do que fotos de shows.
      Bjs,
      Roger

Deixe uma resposta